Abaixo os estudantes que participarão do Exame Nacional do Ensino Médio poderão conferir importantes informações a respeito do Sistema de Seleção Unificada, inclusive sobre datas, inscrições e dados de renda para o Sisu 2022. Acompanhem! Em breve serão aplicadas as provas do Enem 2019. Os estudantes que participarem das provas do exame poderão utilizar suas notas para concorrer às vagas dos Programas do Governo Federal, como o Prouni (Programa Universidade Para Todos) e também o Sisu.
Enquanto o Prouni seleciona estudantes para bolsas parciais e integrais em faculdades particulares o Sisu seleciona os candidatos para ingresso nas instituições públicas de ensino superior em todo o país.

Em breve o – Ministério da Educação divulgará o edital do sistema com todas as informações sobre a edição do primeiro semestre, que é realizada em janeiro, logo após a divulgação dos resultados do Enem. Porém, como o sistema é realizado desde 2010 com basicamente as mesmas regras já é possível se ter uma noção sobre o calendário e cronograma do Sisu 2022. As regras para o Sisu 2020 também devem seguir sem alterações em relação aos últimos anos.

Assim como todo processo de seleção o Sisu possui seus requisitos mínimos e regras que devem ser atendidas pelos candidatos, e com a aprovação da Lei de Cotas, em agosto de 2012, um ponto importante que deverá ser observado pelos candidatos é a questão da Renda para o Sisu 2020.

Como Funciona?

De acordo com a Lei de Cotas, em 2020 pelo menos 50% das vagas em instituições públicas de ensino superior serão reservadas para os cotistas, que são os estudantes egressos da rede pública de ensino. Das vagas reservadas aos cotistas, metade é destinada a estudantes com renda familiar mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa. Dessa forma, no momento da inscrição Sisu, o candidato terá que escolher o tipo de vaga que pretende concorrer. Além do fator da renda, as vagas são divididas também de acordo com a raça dos candidatos, para negros, pardos e índios (Veja mais Em Cotas do Sisu 2020).

É preciso ter bastante atenção na opção escolhida, pois em caso de aprovação naquela opção o candidato deverá confirmar tal condição declarada mediante apresentação de documentos comprobatórios às instituições. Esta comprovação ocorre no momento da matrícula do candidato na instituição para a qual se inscreveu, dentro do prazo estabelecido pelo Cronograma Oficial. O estudante que não comprovar as condições previamente prestadas ao sistema durante a inscrição perderá o direito à vaga.

Leave a Reply